4/jan/2016, 11h59min

União irá gastar R$ 3,8 bi com pagamento de pensões a filhas de militares em 2016

Desfile cívico-militar do 7 de setembro na Avenida Presidente Vargas, centro do Rio de Janeiro | Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Desfile cívico-militar do 7 de setembro no centro do Rio de Janeiro | Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Da Redação

Somente com o pagamento de pensões vitalícias a filhas de militares e servidores das Forças Armadas, o governo federal irá gastar cerca de R$ 3,8 bilhões em 2016, informou nesta segunda-feira o jornal O Globo citando dados do Ministério da Defesa enviados à Comissão do Orçamento. Ao total, 185.326 pessoas usufruem do benefício concedido por Marinha, Exército e Aeronáutica, o que corresponde a 27,7% do total de pensionistas e 36,25% do efetivo de militares.

O pagamento de pensão a filhas de militares foi extinto em 2000, mas só vale para servidores que entraram nas forças a partir daquela data. Quem já estava no quadro, tem o direito de pagar um adicional de 1,5% em sua contribuição previdenciária e assim manter o benefício. Com isso, estima-se que este regime se mantenha deficitário pelo menos até 2080, quando, segundo estimativa do governo, deve chegar a R$ 7,5 bilhões.

O benefício também foi pago para filhas de servidores públicos não casadas até dezembro de 1992.

Tags: ,



 

Cupons de desconto: Morena Rosa, Lojas Taqi, CDiscount, Empório da Cerveja, Netshoes, AnaCapri, Youcom,