11/jan/2011, 6h00min

Perdeu quem ganhou, ganhou quem perdeu

Ricardo Kotscho *

Pelo jeito, está finalmente chegando aos últimos capítulos esta novela mexicana da volta de Ronaldinho Gaúcho ao Brasil, como se ele fosse a última coca-cola do deserto, ou a princesa mais bela do baile, na definição de Paulo Vinicius Coelho, o PVC, na sua coluna deste domingo (9) na Folha.

A história do leilão encenado por Ronaldinho e Roberto Assis, seu irmão e agente, é tão inacreditável que, no final das contas, inverteram-se os papéis dos clubes na disputa por seu passe. Perdeu quem ganhou, ganhou quem perdeu.

Sim, em primeiro lugar ganhou o Milan, que “perdeu” Ronaldinho, ou melhor, se livrou deste ex-craque em atividade, levando ainda 4 milhões de dólares, metade do valor da multa. Em segundo lugar, ganharam o Grêmio e o Palmeiras, os outros dois clubes brasileiros que estavam dispostos a pagar o que não tinham para ficar com o rei das baladas.

Só perdeu o Flamengo, um clube que está falido há tempos, e vai pagar ao jogador mais de 1 milhão de reais por mês, durante três anos e meio, fora os prêmios por títulos e classificação do time para a Libertadores.

A melhor definição do imbróglio foi dada por Salvador Hugo Palaia, vice-presidente do Palmeiras: “Uma palhaçada. Nem se fosse o Pelé poderia fazer isto. Os dois (o jogador e o irmão) deveriam montar um circo”.

De fato, desde a Copa de 2006, na Alemanha, Ronaldinho está mais para malabarista de circo do que para jogador de futebol de alta performance. Com todo respeito à querida torcida do Flamengo, acho que o rubro-negro vai gastar uma fortuna para comprar apenas mais um problema ao custo total de mais de 40 milhões de reais.

Em tempo:

Como tudo pode acontecer nesta novela, agora só falta Ronaldinho desistir, depois de tudo 99,9% acertado entre o Flamengo, o Milan e o seu agente-irmão, como o iG informou no sábado. É o único jeito do Flamengo não perder.

* jornalista, texto publicado originalmente no Balaio do Kotscho

Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,


  • Luiz Souza

    “Perdeu quem ganhou, ganhou quem perdeu”

    Porque o Grêmio foi atrás e entrou no leilão (Odone não sabia?). Toda a questão é grana, sempre foi, o resto é querer mostrar uma ingenuidade que nunca houve! Concordo com Ricardo: meu time se livrou de um jogador que viveria nas “baladas” e seria uma dispendiosa caricatura do que foi! Boa sorte Flamengo!

  • Pingback: Tweets that mention Sul 21 » Perdeu quem ganhou, ganhou quem perdeu -- Topsy.com()

  • Luís

    Quem ganhou foi o Grêmio, quem perdeu foi o Paulo Odone, já que a megapicaretagem foi transferida para o Flamengo. Assis, afinal, mostrou alguma sabedoria… eu, no lugar do Ronaldinho, jamais voltaria para o Grêmio… muito melhor as praias e o campeonato carioca, afinal.

  • Chicão

    Torço pelo Grêmio, mas não consigo engolir como se pode aceitar que o Odone use o clube politicamente, com o apoio de muita gente boa.
    De qualquer forma, essa foi uma derrota muito séria da nova direção do Grêmio, que só venceu a disputa porque a eleição aconteceu uma semana antes do time embalar com o Renato.
    Tomara que não desmontem o time do ano passado e não queiram ser muito espertos como se mostraram nesse início de temporada com essa fracassada negociação do Ronaldinho