30/out/2016, 20h38min

Marchezan diz que conversará com todos os partidos para trazer ‘melhores cabeças’ para Porto Alegre

30/10/2016 - PORTO ALEGRE, RS - Candidato Nelson Marchezan Jr. é eleito prefeito de Porto Alegre. Foto: Guilherme Santos/Sul21

Prefeito eleito, Nelson Marchezan Jr. comemora ao lado do futuro vice, Gustavo Paim (esq.), e do vereador do do PP Kevin Krieger (dir.) | Foto: Guilherme Santos/Sul21

Luís Eduardo Gomes

Por 60,5% a 39,5% dos votos válidos, Nelson Marchezan Jr. (PSDB) foi eleito prefeito de Porto Alegre neste domingo (30). Em seu primeiro discurso, iniciado logo após as 19h, prometeu buscar as “melhores cabeças” para formar seu governo, se comprometeu a diminuir o tamanho de máquina pública e a buscar todos os partidos derrotados nas urnas para conversar, mesmo após o acirramento registrado durante a disputa de segundo turno com o vice-prefeito Sebastião Melo (PMDB).

Ao ser questionado sobre como irá compor sua base de apoio na Câmara de Vereadores, Marchezan afirmou que “não fará governo de partidos”, mas que não terá nenhuma objeção a conversar com o PMDB e os demais partidos que estiveram coligados com Sebastião Melo em busca de ajuda para a cidade.

A coligação de Marchezan fez apenas 5 vereadores no primeiro turno (4 do PP e 1 do PSDB). Com o apoio de Maurício Dziedricki (PTB) e dos partidos que apoiaram este candidato, chegou a 11 vereadores no segundo turno. A coligação de Melo, porém, somou 17 vereadores e a oposição ao atual governo – formado por PT e PSOL – outros 7. Há ainda um vereador eleito pelo Partido Novo, que estreia na Câmara e não esteve coligado com nenhum dos principais candidatos no primeiro ou segundo turno.

30/10/2016 - PORTO ALEGRE, RS - Candidato Nelson Marchezan Jr. é eleito prefeito de Porto Alegre. Foto: Guilherme Santos/Sul21

Marchezan disse que irá diminuir a máquina pública | Foto: Guilherme Santos/Sul21

Marchezan disse, no entanto, esperar compreensão de todos os vereadores eleitos sobre as dificuldades financeiras que a cidade enfrenta e lembrou que a diminuição da máquina pública foi pauta de várias campanhas derrotadas, desde Luciana Genro (PSOL) e Júlio Flores (PSTU), à esquerda, a Fábio Ostermann (PSL), à direita. “A sociedade não aguenta mais pagar essa máquina gigantesca que não atende à sociedade”, afirmou.

Posteriormente, ao responder a outro questionamento, disse que não iria se comprometer a um número de secretarias ou de cargos de confiança ideais, mas que partiria do zero e chegaria no necessário para realizar uma gestão eficiente. “Não temos um número cabalístico. A gente quer que funcione. Se funcionasse sem secretarias, não haveria problema”, afirmou.

Ainda sobre a formação de seu governo, afirmou que irá “chamar as melhores pessoas que existem” em todo o País ou até no exterior, se declarando aberto a qualquer pessoa com “experiência comprovada” e disposição para “fazer algo revolucionário”. “Precisamos dos melhores, com a melhor capacidade técnica e comprovação de resultados”, afirmou. Sobre o tema, disse ainda que não assumiu o compromisso com nenhum partido para distribuir secretarias e cargos, mas que irá “mudar todas as pessoas” que estão na atual gestão, mesmo que isso signifique apenas mudá-las de um cargo para outro.

Questionado sobre quais serão suas prioridades iniciais, afirmou que focará na “desburocratização das estruturas” para atrair investimentos e empreendimentos, que se reunirá com a Secretaria Estadual da Saúde e com o governo federal e que buscará mais proximidade com as entidades de segurança e aproveitar as estruturas de tecnologia que já existem na cidade para criar um “circuito de inteligência para combater o crime”.

Marchezan disse ainda que permanecerá no cargo de deputado federal até tomar posse, em 1º de janeiro de 2017, e que aproveitará este tempo para “construir pontes” com o governo federal.

Sebastião Melo

Pouco antes de iniciar a coletiva de Marchezan, o candidato derrotado Sebastião Melo fez um breve discurso de agradecimento aos partidos e às pessoas envolvidas em sua campanha e de concessão ao resultado das urnas. Respondendo a perguntas, ele afirmou esperar que o PMDB faça “oposição responsável” ao governo Marchezan. Também lembrou que o tucano fez “oposição ferrenha” à atual gestão em sua campanha, mesmo o PSDB tendo participado da atual gestão por 11 anos.

Sobre o futuro, disse que retomará o cargo de vice-prefeito, do qual estava licenciado, para os últimos dois meses de mandato e que, a partir do ano que vem, deverá retomar sua carreira profissional. “Tenho juventude para advogar e é o que eu vou fazer”, afirmou.

Marchezan foi eleito com 60,50% dos votos válidos, contra 39,50% do vice-prefeito Sebastião Melo. Ao todo, 820 mil pessoas foram às urnas neste domingo. Destes, Marchezan recebeu 402 mil votos e Melo 262 mil, uma diferença de 140 mil votos. Somadas abstenções (277 mil), nulos (109 mil) e brancos (46 mil), alcançaram cerca de 433 mil votos.

Confira mais votos da comemoração de Marchezan: 

30/10/2016 - PORTO ALEGRE, RS - Candidato Nelson Marchezan Jr. é eleito prefeito de Porto Alegre. Foto: Guilherme Santos/Sul21

Foto: Guilherme Santos/Sul21

30/10/2016 - PORTO ALEGRE, RS - Candidato Nelson Marchezan Jr. é eleito prefeito de Porto Alegre. Foto: Guilherme Santos/Sul21

Foto: Guilherme Santos/Sul21

30/10/2016 - PORTO ALEGRE, RS - Candidato Nelson Marchezan Jr. é eleito prefeito de Porto Alegre. Foto: Guilherme Santos/Sul21

Foto: Guilherme Santos/Sul21

30/10/2016 - PORTO ALEGRE, RS - Candidato Nelson Marchezan Jr. é eleito prefeito de Porto Alegre. Foto: Guilherme Santos/Sul21

Foto: Guilherme Santos/Sul21

30/10/2016 - PORTO ALEGRE, RS - Candidato Nelson Marchezan Jr. é eleito prefeito de Porto Alegre. Foto: Guilherme Santos/Sul21

Foto: Guilherme Santos/Sul21

30/10/2016 - PORTO ALEGRE, RS - Candidato Nelson Marchezan Jr. é eleito prefeito de Porto Alegre. Foto: Guilherme Santos/Sul21

Foto: Guilherme Santos/Sul21

30/10/2016 - PORTO ALEGRE, RS - Candidato Nelson Marchezan Jr. é eleito prefeito de Porto Alegre. Foto: Guilherme Santos/Sul21

Foto: Guilherme Santos/Sul21

Tags: , ,



 

Cupons de desconto: Submarino , Walmart , Lojas Colombo, Ponto Frio, Ricardo Eletro, Casas Bahia, Americanas, Extra, Netshoes, Azul.