25/fev/2014, 9h35min

Corsan está preparada para abastecer a população no verão, diz o presidente da companhia

 | Foto: Alina Souza/Palácio Piratini

Verão registrou desabastecimento em diversas cidades devido a falta de luz e intempéries climáticas | Foto: Alina Souza/Palácio Piratini

Samir Oliveira

A cada novo período de verão, é comum que serviços como abastecimento de água e fornecimento de energia elétrica sejam mais utilizados pela população. Neste ano, com temperaturas que chegaram à casa dos 40 graus no Rio Grande do Sul, a demanda acabou superando até mesmo as expectativas dos órgãos que fornecem esses serviços no estado.

Desde a metade de dezembro de 2013, a Corsan vem monitorando casos de falta de água nos 320 municípios que atende no Rio Grande do Sul. De acordo com a companhia, a maioria das situações é causada por falta de energia elétrica – motivadas por aumento excessivo na demanda ou por tempestades e outras intempéries ambientais.

Em fevereiro, pelo menos dez cidades gaúchas enfrentaram desabastecimento de água. Neste verão, a Corsan registrou apenas dois casos de interrupção no serviço por conta de uma demanda superior à capacidade da companhia: em Gravataí e em Capão do Leão.

Para o presidente da entidade, Tarcísio Zimmermann, este verão foi bastante atípico. “Em janeiro de 2013, tivemos, em Gravataí, um consumo de 799 mil metros cúbicos de água. Em 2014, o consumo foi de 960 mil metros cúbicos. Foi um incremento muito significativo”, observa.

No caso de Gravataí, que possui 700 quilômetros de rede de abastecimento, a companhia informa que já está concluindo uma obra para aumentar a capacidade de distribuição na cidade. Com um investimento estimado em R$ 5 milhões, a obra já está 90% concluída. “Este será o último ano em que terá crise em Gravataí. Com a conclusão dessa obra, não terá mais problema de abastecimento de água na cidade nos próximos verões”, assegura o presidente.

No caso de Capão do Leão, o desabastecimento ocorreu porque a demanda por água na cidade foi maior do que a capacidade de fornecimento da companhia. Tarcísio Zimmermann informa que já existe previsão para que seja ampliada a estação de tratamento da cidade. A iniciativa deverá ser concluída até o próximo verão e terá um custo de cerca de R$ 1 milhão.

O calor não deve arrefecer no estado até o fim do verão. Neste contexto, a Corsan realiza diversas campanhas com carros de som nas comunidades para orientar a população a racionar água, evitando um superaquecimento da demanda pelo serviço. “Nessas cidades em que tivemos problemas, fizemos campanhas pedindo que as pessoas racionalizem o uso da água. Temos uma expectativa de consumo médio que gira em torno de 120 litros de água diários por habitante, mas uma pessoa pode perfeitamente consumir só 60 litros. Evidentemente que, nos períodos de maior calor, o consumo vai bem além”, argumenta o presidente da companhia.

Tarcísio Zimmermann destaca, ainda, que não foram registrados casos de desabastecimento no Litoral Norte gaúcho – que, tradicionalmente, aumenta sua população durante o verão – e informa que, apesar do calor extremo, as chuvas no período têm sido satisfatórias para manter o nível dos rios e reservatórios.

Além das obras em Gravataí e Capão do Leão, a Corsan inicia nesta quinta-feira (27) e ampliação do sistema de abastecimento de água de Torres e Arroio do Sal. O investimento é de R$ 13,8 milhões, com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do Governo Federal. O empreendimento inclui adutora, estação elevatória, três reservatórios e redes de distribuição. Assinado em novembro de 2013.

Banner Sul 21 08 01 14

Tags: , , ,



 

Cupons de desconto: Submarino , Walmart , Lojas Colombo, Ponto Frio, Ricardo Eletro, Casas Bahia, Americanas, Extra, Netshoes, Azul.